Encontros

Brasileira casada com indiano fala de discriminação da mulher no país

Contato de mulheres 46428

Depois disso nunca mais teve notícias do ladino. Hoje, ela faz tratamento antidepressivo. Peço aos que participam de redes sociais, que compartilhem os artigos relativos ao assunto. Deby Calcinha. Hellen P.

Deixe seu comentário

Essas histórias despertam curiosidade, afinal a Índia é um país com cultura radicalmente diferente da nossa. Além disso, relacionamentos entre duas pessoas que nunca se viram pessoalmente e sequer moram no mesmo país têm grandes chances de terminar em desastre. O objetivo? Encontrar o noivo, que é indiano. Na mesma época, mandamos um e-mail interessados em conhecer melhor essa história. Quanto se converteu ao islamismo, o nome dela agora é Habibah Naseer Khan. Quem os apresentou foi uma amiga em comum, Ana, que ela também conheceu pela internet e que namorava um homem muçulmano. No começo das conversas com Naseer, ela achava que ele era fake, mas aos poucos a desconfiança foi superada. Foi matematicamente nessa hora que eu fiz a maior cara de espanto.

Concessões

Suruchi Sharma: 'Todo mundo quer uma esposa que vai ser uma cuidadora do lar em primeiro lugar e uma mulher de carreira em segundo'. Para muitos jovens, a Índia é uma terra de oportunidades. Confira, a tomar, o seu relato:. Isso é pouco. Bem-vindos ao tipo de conversa que uma mulher solteira na Índia, com 20 para 30 anos, se depara quase que diariamente.

Leave a Reply

Your email address will not be published.