Amantes

Conheça o transtorno borderline mal psiquiátrico que afeta as relações

Relações de casal 12069

Transtorno bipolar é uma doença que também afeta o cérebro, a parte mais complexa do corpo, e por isso ainda existem mistérios sobre a sua origem. O transtorno bipolar tem como principal característica a mudança de humor que pode variar dependendo do tipo e grau da doença. A bipolaridade pode ser classificada por um transtorno de humor.

Serviços Personalizados

Alguns dias, meses depois, a libido a contagiava e sentia que era susceptível de amar a qualquer pessoa. Desde a adolescência, Vitória é diagnosticada com bipolaridade. Logo depois, emerge uma detonação de desânimo que trava planos, impede ou dificulta ir ao trabalho, estudar, se relacionar, dormir, traz sono redundante e vontade de se matar. O ciclo da mania pode durar meses. O da normalidade, conhecido como a eutimia, também. As três condições podem se revezar cerca de quatro vezes ao ano ou levar meses, anos, entre eles. Na série Modern Love Prime Vídeo , a atriz Anne Hathaway interpreta uma advogada bipolar que usa os momentos de mania para ter sucesso na carreira e na vida amorosa. Assim, marca um reunião amoroso com um homem estranho que a ajuda a escolher pêssegos em um supermercado.

Site brasileiro especializado em arte e cultura

Traição conjugal: a experiência de homens e mulheres. Infidelidad conyugal: la experiencia de hombres y mujeres. I Orcid. Endereço para correspondência. Os resultados revelaram a similaridade dos comportamentos de infidelidade entre homens e mulheres, ainda que os homens refiram mais comportamentos sexuais enquanto as mulheres maior envolvimento emocional nestes relacionamentos.

Transtorno Bipolar uma doença misteriosa e perigosa

Composição de Magdaline Santiago. Apesar de eu ter percebido que ele vivia em ciclos, nunca imaginei que teria Transtorno Bipolar, achava que suas mudanças eram relativas à sua personalidade e jeito de ser. Certo dia, nós brigamos por ele ter saído na noite anterior para curtir. Ele me agrediu com palavras, extremamente nervoso, quebrando coisas à volta. No terceiro dia ligaram-me dizendo que ele estava mal, surtado, sem dormir, perdendo-se nos lugares e sem conseguir trabalhar. Queimou algumas roupas minhas, quebrou coisas dentro de nosso quarto e o levaram ao psiquiatrista que lhe deu o diagnóstico de bipolaridade e 15 dias de certidão, além de prescrever medicamentos. Tínhamos uns 10 anos juntos, entre namoro, noivado e casamento. Aquele diagnóstico fazia totalidade sentido. Tempos depois, por estar extremamente depressivo e irritado, aceitou ir a uma médica que lhe passou remédios para controlar o humor, a irritabilidade e o sono ele tinha fases de muita insônia e pesadelos.

Leave a Reply

Your email address will not be published.